22 de June de 2024

A SEC concedeu aprovação para os Bitcoin ETFs recentemente.

A SEC aprovou fundos negociados em Bitcoin (ETF) em um curto período de tempo após relatos falsos de que já havia sido feito. Foi uma semana emocionante para os entusiastas das criptomoedas.

Gary Genser, o presidente da SEC, comunicou a autorização dos ETFs de Bitcoin por meio do website oficial da agência na quarta-feira. ETFs são conjuntos de títulos diferentes que podem ser negociados no mercado de ações, oferecendo diversificação de investimentos para reduzir riscos. A partir de agora, os investidores poderão adquirir ETFs que incluem Bitcoin, possibilitando investir na criptomoeda sem precisar comprá-la diretamente.

É importante destacar que esses são ETFs de Bitcoin, que realmente possuem Bitcoin, ao contrário dos futuros ETFs, que acompanham os preços do Bitcoin por meio de contratos futuros.

A aprovação da SEC não implica que todas as criptomoedas estão agora disponíveis no mercado de ações. Apenas 11 ETFs de Bitcoin específicos foram aprovados, como o BlackRock iShares Bitcoin Trust e o Grayscale Bitcoin Trust.

Genser afirmou que a ação da Comissão, convocada hoje, tem como objetivo alterar produtos que negociam com bitcoin, uma mercadoria não-segura. Ele ressaltou que isso não significa, de forma alguma, que a Comissão esteja disposta a aprovar padrões de listagem para títulos de ativos criptográficos.

A aprovação da SEC na quarta-feira é um marco importante para os entusiastas de criptografia, que tinham esperanças de que isso ajudaria a dar legitimidade à criptomoeda e atrair novos investidores.

No entanto, embora tenha havido aprovação de Bitcoin ETFs, Genser ressaltou que isso não implica que a SEC apoie criptomoedas. De fato, ele demonstrou preocupação em relação ao Bitcoin, afirmando que, ao contrário de outros ativos como metais que possuem usos claros para consumidores e industriais, o Bitcoin é principalmente um ativo especulativo e volátil, também utilizado em atividades ilegais, como ransomware, lavagem de dinheiro, evasão de sanções e financiamento terrorista.

Leia Mais:  O anúncio da Crypto.com no Oscar incentiva contribuições para a Ucrânia por meio de criptomoedas, porém a situação não é tão direta.

De acordo com Genser, a SEC não considera a qualidade dos ativos em um ETF e apenas precisa aprovar os registros se estiverem em conformidade com as leis e regras aplicáveis.

  • Você acredita que as criptomoedas são ruins? Os NFTs são ainda mais problemáticos.
  • O fundador da FTX, Sam Bankman-Fried, foi considerado culpado de fraude envolvendo bilhões de clientes de criptomoedas.
  • Tesla vendeu a maior parte de sua participação em Bitcoin, mas não se desfez de nenhum de seus investimentos em Dogecoin.
  • Notícias falsas impulsionam o preço de uma falsa Bitcoin ETF para $30.000.
  • A Apple escondeu um recurso secreto de Bitcoin no sistema operacional macOS.

Embora tenhamos aprovado a inclusão e a negociação de certas ações relacionadas ao bitcoin, não aprovamos nem endossamos o bitcoin em si”, afirmou Genser. “Os investidores devem ter cautela em relação aos diversos riscos associados ao bitcoin e a produtos cujo valor está vinculado à criptomoeda.”

O comunicado foi feito apenas um dia depois que uma postagem falsa da conta hackeada do Twitter/X da SEC afirmou que a aprovação para Bitcoin ETFs já havia sido concedida. Isso levou temporariamente o valor do Bitcoin a subir, atingindo o pico com a notícia falsa antes de cair quando a situação foi corrigida.

A SEC já afirmou anteriormente que qualquer divulgação, como a autorização dos Bitcoin ETFs, seria feita em seu site antes de serem publicadas no Federal Register, ao invés de serem reveladas pela primeira vez nas redes sociais. A agência está colaborando com o FBI para investigar o ataque hacker.

Criptomoeda é uma forma de moeda digital que utiliza criptografia para garantir a segurança das transações e controlar a criação de novas unidades.